Trogir, na Croácia, guarda 4 mil anos entre pedras talhadas

Por Christian Brandão

7 abr, 2010
Christian Brandão
Trogir - Croácia
Beleza de Trogir, na Croácia, está em todos os detalhes da cidade

Trag’yron, Tragurion, Tragurium ou simplesmente Trogir. Do alto de uma ponte na Dalmácia, no sul do mar Adriático, você se depara com uma cidade de pedra acinzentada, alguns coqueiros e uma extensa história. São quatro mil anos de casas, torres e prédios públicos esculpidos à mão nessa cidade croata.

Trogir parece se meter entre as terras continentais e a ilha de Ciovo. Das telhas alaranjadas que cobrem as casas de pedra cinza rosadas às minuciosas fachadas talhadas das construções, é sempre necessário atenção aos detalhes.

Ruas de pedra

É fávil se perder na cidade croata. Ruelas apertadas, lojas muito parecidas e restaurantes por todos os lados confundem os sentidos. Uma coisa é certa: os cheiros conduzem os passos enquanto você anda pelas ruas de pedra que brilham ao sol.

Escondidos, os restaurantes das ruazinhas são mais que especializados nos frescos frutos do mar e claro, nas pastas. A mistura das duas rende agradáveis surpresas ao paladar dos mais exigentes.

Além de sentar em um dos cafés e saborear uma pivo (cerveja) observando o tempo ou mergulhando em uma leitura, é obrigatória a passagem pela katedrala Svetog Lovre, em português, a catedral de São Lourenço.

Com 47 metros e três diferentes estilos, a torre da catedral é a construção mais alta da cidade. É recompensador pagar algumas kunas – moeda local – a mais e visitá-la. As escadas são estreitas e a altura desencoraja, mas a vista de toda a região é deslumbrante.

O pórtico da igreja, de Radovan, é um dos mais significativos na história de toda a Croácia. Com Adão e Eva nus, sustentados por leões, é algo pouco usado para a época. Pare, olhe, reveja e se impressione com uma das grandes obras da era medieval nos Bálcãs.

Chegar a Trogir é fácil, rápido e barato. A maioria dos visitantes vem da cidade de Split. O ônibus local, que não custa mais do que algumas kunas, leva cerca de meia hora.

Os ônibus, chamados por lá de autobus, não saem da rodoviária principal próxima ao porto. Andando dez minutos no sentido contrário a mar, pegue o ônibus número 37.

Não é difícil saber quando os ônibus azuis chegam a Trogir. A pequena estação fica ao lado da ponte que é cartão-postal da cidade.

Veja mais roteiros na Europa » RoteirosIncríveis_Europa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *