Conheça o Keukenhof, o maior jardim de tulipas da Holanda

por Clarissa Mattos

9 abr, 2015
Keukenhof fica na cidade de Lisse, a 30 km de Amsterdã | divulgação
Keukenhof fica na cidade de Lisse, a 30 km de Amsterdã | divulgação

A Holanda é conhecida como o país das tulipas, mas se você quer ter uma real noção da importância das flores neste país, tem que visitar o Keukenhof. Os números não mentem: são 7 milhões de flores, entre elas 800 variedades de tulipas, espalhadas em 32 hectares.

O nome Keukenhof é famoso mundialmente e considerado o parque mais fotografado do mundo. Em 2015 você poderá agendar uma visita entre os dias 20 de março e 17 de maio. Um dos destaques deste ano será um mosaico de 250 metros quadrados que reproduzirá o rosto do pintor holandês Van Gogh coberto com milhares de tulipas e jacintos. Veja abaixo um guia para você mergulhar no mar de cores do Keukenhof.

7 milhões de flores são plantadas manualmente todos os anos no Keukenhof | Ron Beenen
7 milhões de flores são plantadas manualmente todos os anos no Keukenhof | Ron Beenen

Quando visitar

Localizado na cidade de Lisse, a cerca de 30 km de Amsterdã, o Keukenhof fica aberto oito semanas por ano, de março a maio. É preciso estar atento: se você for muito cedo, corre o risco das flores não estarem no ápice da temporada. Também se deixar para ir muito tarde, já encontrará os jardins menos exuberantes. Essa é uma atração que segue as leis da natureza, você tem que ficar atento ao tempo e ao clima, ou dar sorte mesmo. A primeira vez que fui, tivemos um abril muito quente e muitas tulipas já tinham evaporado. Para visitar o parque no seu melhor momento, o meu conselho é ir entre meados de abril e começo de maio.

São 800 tipos de tulipas em todo o parque | Ron Beenen
São 800 tipos de tulipas em todo o parque | Ron Beenen

O que ver e fazer no Keukenhof

Flores, flores e mais flores, é óbvio! No entanto, existe também muita arte, curiosidades e história. Há jardins para todos os gostos e estilos e tudo relacionado com a arte da jardinagem. Esculturas e obras de arte estão espalhadas pelos diversos jardins e pavilhões. A história da Tulipomania, a febre mundial que valorizou a tulipa a níveis surreais, é contada nos pavilhões do parque.

Visitar Keukenhof é um programa para todas as idades | Ron Beenen
Visitar Keukenhof é um programa para todas as idades | Ron Beenen

Quanto tempo demora a visita?

Considere a sua ida ao Keukenhof como uma day-trip. Saindo de Amsterdã, a viagem leva cerca de 1 hora. Chegando lá, tudo depende da sua disposição, mas eu reservaria entre 3 a 4 horas para visitar o parque. Assim ainda sobraria tempo para visitar os campos de bicicleta. O lema é ir sem pressa. Tire as fotos que quiser (e serão muitas) e reserve tempo para relaxar e aproveitar a beleza do local.

Um rio de jacintos no Keukenhof | Ron Beenen
Um rio de jacintos no Keukenhof | Ron Beenen

Atividades extras em Keukenhof: bicicleta, barco e avião

Você vai andar bastante no Keukenhof, mas talvez queira ainda mais ação e emoção. Recomendo alugar uma bicicleta e passear pelos campos de tulipas. Outra alternativa é fazer um voo sobre os campos de flores no clássico avião Dakota. Você pode ainda alugar barquinhos elétricos para explorar o Keukenhof. Se você preferir, o parque realiza tours guiados todos os dias, às 14 horas.

Os campos de tulipas formam um arco-íris no chão | Ron Beenen
Os campos de tulipas formam um arco-íris no chão | Ron Beenen
Keukenhof é considerado o parque mais fotografado do mundo | Ron Beenen
Keukenhof é considerado o parque mais fotografado do mundo | Ron Beenen

Como chegar

O Keukenhof fica em Lisse, entre Amsterdam e Haia. De carro, existem duas opções: a rodovia A4 saída (Nieuw-Vennep) ou a rodovia A44 (saída 3 Lisse). É só seguir as placas para ‘Keukenhof’.

De transporte público

O Keukenhof oferece uma opção de ticket combo que inclui o transporte. Os ônibus saem do aeroporto Schiphol e de diversas cidades como Leiden (linha 854, Keukenhof Express), Haarlem ( Linhas 50 e 850), Haia (Linha 90). Saindo de Amsterdã, pegue o ônibus 197 que sai do Rijksmuseum (Museu Nacional), Leidseplein e Museumplein e faz a conexão no aeroporto Schiphol com o Keukenhof Express, linha 850.

Onde comer

Opções para uma refeição ou um lanche rápido não faltam. São cinco restaurante, um em cada pavilhão do Keukenhof e ainda traillers e carrinhos que servem cachorro-quente, sorvete ou o típico peixinho holandês, o “haring” (arenque). O restaurante mais luxuoso fica no Pavilhão Beatrix, perto do Inspirational Gardens, e lá você pode provar todos os tipos de doces, acompanhados de uma café ou chá. Mas se ligue nos preços e não esqueça de que você sempre pode levar os seu lanche.

Keukenhof fica aberto oito semanas por ano, de março a maio| Ron Beenen
Keukenhof fica aberto oito semanas por ano, de março a maio| Ron Beenen

A história do Keukenhof

Keukenhof significa literalmente “Jardim da Cozinha” e tem origem no século XV. A área onde hoje o parque se localiza, além de usada para caças, também era de onde vinham as ervas para a cozinha da Condessa Jacoba Van Beieren. Em 1857, o arquiteto Zocther, após projetos bem-sucedidos em outros lugares como o Vondelpark e o castelo Soestdijk, desenhou os jardins em volta do castelo Keukenhof em estilo inglês, mantidos até os dias de hoje.

Serviço:

Mais informações: www.keukenhof.nl
Dias abertos em 2015: 2o de março a 17 de maio
Para comprar ingressos online, acesse: www.keukenhof.nl/en/footer/buy-tickets/

 

Clarissa Mattos é uma baiana que atravessou o Oceano Atlântico não a nado, mas por amor. No blog Bailandesa, narra as dores e delícias da vida na Holanda, dá dicas de turismo e de cultura

Veja também: 

Confira mais roteiros na Holanda »
Veja mais roteiros na Europa » RoteirosIncríveis_Europa

Confira ofertas de hotéis da Holanda » 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *