Museu do Amanhã é eleito o melhor da América do Sul e Central

da redação

4 out, 2016
Museu do Amanhã
Museu do Amanhã: premiação internacional | Inez Villaventura

Símbolo da revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro, o Museu do Amanhã foi eleito o melhor museu do ano da América do Sul e Central no Leading Culture Destinations Awards, prêmio britânico considerado o “Oscar dos Museus”. A premiação considera as instituições inauguradas ou reformadas nos últimos 15 meses.

Único representante da América do Sul na cerimônia, o Museu do Amanhã superou o Museo Internacional del Barroco, em Puebla, México, e o Space Caribbean, em Kingston, Jamaica. Em 2015 o vencedor da categoria foi o Gran Museo del Mundo Maya, que fica em Merida, no México.

Assinado pelo espanhol Santiago Calatrava, o projeto arquitetônico do Museu do Amanhã também se destacou na premiação e ficou entre as três instituições com arquitetura mais inovadora do ano (Museum Architecture of the Year), ao lado do Tate Modern Switch House, em Londres, e The Broad, em Los Angeles.

Sobre o prêmio

Em sua terceira edição, o Leading Culture Destinations Awards homenageia museus e cidades por sua dedicação ao panorama cultural com os vencedores escolhidos com base na qualidade e alcance das suas contribuições para a esfera internacional e para a vida cultural local.

São avaliadas desde a programação e gestão dos museus, até eventos realizados em parceria com outros setores. Os candidatos são selecionados a partir de informações e recomendações de uma rede global de profissionais do campo da arte, moda, música e cinema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *