11 coisas para fazer em Amsterdã

Por Márcio Távora

14 dez, 2012

Tive a oportunidade de participar de um workshop em Amsterdã com o fotógrafo holandês Leo Divendal. Fomos em um grupo de 15 brasileiros fotógrafos de São Paulo, junto com nosso orientador e realizador desse workshop, o também fotógrafo Marcelo Greco. Essas fotos, feitas por lá, registram momentos especiais dessa viagem que eu recomendo.

01. Andar de bicicleta

Amsterdã-Holanda | foto: Márcio Távrora
Andar de bike em Amsterdã: recomendo | foto: Márcio Távora

Ía com minha bike alugada para a faculdade Gerrit Rietveld Academie, onde aconteciam os encontros. Como todos nós sabemos a cidade é infestada de bicicletas, todas são lindas e fiz questão de pegar uma autêntica. Eles possuem todo tipo de acessório para qualquer situação enquanto pedalam. É realmente fora do comum a facilidade que se tem de pedalar em Amsterdã para todo lado.

02. Garimpar fotos

amsterda-marcio-tavora
Fotos para trazer de lembrança | foto: Márcio Távora

O workshop foi também uma espécie de intercâmbio entre 15 brasileiros e 15 estrangeiros, tivemos de nos conhecer e trabalhar juntos. Logo no início dos encontros fomos a um lugar fantástico que queria deixar a dica aqui. Um dos professores da faculdade de lá possui um espaço onde ele exibe toda sua coleção de fotos antigas, abrangendo todos os temas e períodos. São fotografias de anônimos fotógrafos amadores, um galpão cheio de gavetas e caixas entupidas de fotos de todos os tamanhos. Está tudo a venda, é possível achar coisas por preços acessíveis. Pedi temas como cachorros e carros, ele possuía uma caixa de cada, fiquei louco. O lugar fica fora da cidade, mas é bem perto de trem. A viagem é curta e agradável, fica no Haarlem e chama-se ICM.


03. Observar coisas inusitadas pelo caminho

Amsterdã-Holanda | foto: Márcio Távrora
Botel: um barco hotel | foto: Márcio Távora

Fomos visitar o Eye Museum, um museu novo de arquitetura exuberante. Tivemos de atravessar o rio em cima de uma balsa onde se entra com bicicletas também, e é free. No caminho, passamos por um barco hotel. Vale a pena fazer o trajeto, do outro lado morava uma menina do meu grupo em pequenos containers, uma galera bem moderna.


04. Descobrir lugares para fotografar

Amsterdã-Holanda | foto: Márcio Távrora
Desbravando Amsterdã | foto: Márcio Távora

Existem uns espaços abandonados, perfeitos para fotografar. O negócio começou a pegar e tivemos de correr com os trabalhos desse workshop, não foi fácil e não tive tempo de fazer mais nada. Mas, como não conhecia a cidade, já havia programado mais de uma semana depois do encerramento do workshop só para passear.


05. Olhar vitrines

Amsterdã-Holanda | foto: Márcio Távrora
Vitrines de Amsterdã: fiquei extasiado com as vitrines de lojas e com tanta loja de roupa masculina legal | foto: Márcio Távrora

06. Comprar coisas bacanas

Amsterdã-Holanda | foto: Márcio Távrora
Mais vitrines de Amsterdã | foto: Márcio Távora

Comprei numa loja que é uma hospedaria de uns rapazes, Sean and Paul, é a TrueLove – Antiek & Guesthouse. É mais brechó, mas as peças são praticamente novas, comprei uma camisa e uma gravata borboleta 1950’s.


07. Passear pelo Bairro Vermelho

Amsterdã-Holanda | foto: Márcio Távrora
Não deixamos de passear pelo Red Light District | foto: Márcio Távora


08. Reparar nas belezas pelo caminho

Amsterdã-Holanda | foto: Márcio Távrora
Olhar lojas de discos, essa era linda | foto: Márcio Távora

09. Passear pelos canais de Amsterdã

Amsterdã-Holanda | foto: Márcio Távrora
Passear de bicicleta pelos canais da cidade: é básico e lindo | foto: Márcio Távora


10. Tomar cerveja nos vários pubs

amsterda-pubs-marcio_tavora
Cerveja em Amsterdã | foto: Márcio Távora

Adorei comer sanduíche de peixe nos pubs. Mas não caia no óbvio, ao invés de salmão peça o Mackerel. Muito bom, são tipo carrinhos de cachorro quente, mas só de peixe.


11. Emocionar-se

Amsterdã-Holanda | foto: Márcio Távrora
Conversa com o barman do Prins Hendrik: um dos pontos altos da viagem | foto: Márcio Távora

Em um dos últimos dias lembrei de um grande músico que teve uma história em Amsterdã: Chet Baker, que morreu lá ao cair do hotel onde estava. Bom, quem me conhece já imaginou eu atrás desse edifício. E fui, um ponto turístico, o hotel Prins Hendrik. O hotelzinho, de 3 estrelas, fica pertinho da estação central. Consegui até entrar no quarto do Chet, lá tem um quadro com uma fotografia sua, mas nada demais. Até você entrar no bar do hotel e ser atendido no balcão por um “Prins” de respeito. Conversei com ele em inglês e tomei altos chopps ainda pela manhã. O bar é lindo, bem antigo, todo de madeira, mas fiquei mais impressionado com o sistema de limpeza dos copos, chique.

Márcio Távora é fotógrafo e mora em São Paulo

Veja mais roteiros na Europa » RoteirosIncríveis_Europa

 

 

Dicas e Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *