11 razões para amar São Paulo, por Tata Amaral

Por Tata Amaral

23 jan, 2015

Sou cineasta e minhas histórias sempre acontecem aqui, por amor, por opção mas também porque gosto de deixar que São Paulo me contamine de ideias, me aponte lugares e me revele situações. Esta é a cidade dos meus pais, dos pais de meus pais, dos pais dos pais de meus pais. Desde cedo, ouvia muitas histórias sobre seus quatro cantos e por isto, sinto familiaridade e sentimento de pertencimento em relação à cidade. Tenho milhares de razões para amar São Paulo, aqui vão 11 delas.

01. Vale do Anhangabaú

É um dos poucos lugares de São Paulo onde um transeunte consegue fazer uma panorâmica de 360º e enxergar longe.

Vale do Anhangabaú fica entre os dois principais viadutos do Centro: o do Chá e o Santa Ifigênia | divulgação
Vale do Anhangabaú fica entre os dois principais viadutos do Centro: o do Chá e o Santa Ifigênia | divulgação
Vale do Anhangabaú tem lindos jardins, esculturas e chafarizes | Theo Carias
Vale do Anhangabaú tem lindos jardins, esculturas e chafarizes | Theo Carias

02. Estação Sumaré do metrô 

Uma das mais lindas do mundo: um projeto arquitetônico que respeita a topografia local aliada a uma obra de arte absolutamente linda, adequada e precisa do Alex Flemming.

Arte de Alex Flemming na estação de Metrô Sumaré, em São Paulo | divulgação
Arte de Alex Flemming na estação de Metrô Sumaré, em São Paulo | divulgação

03. Mercado Municipal

Lugar tradicional de comer e comprar com uma arquitetura típica dos anos 30, num projeto do escritório de Ramos de Azevedo. Atenção especial aos vitrais e ao pastel de bacalhau.

Mercado Municipal São Paulo
O Mercadão se tornou um dos principais pontos turísticos da cidade e oferece ao visitante um roteiro de aromas e sabores | divulgação
OS LINDOS VITRAIS DO MERCADÃO, ASSINADOS POR CONRADO SORGENICHT FILHO, RETRATAM CENAS DO CAMPO | TINA MAGALHÃES
OS LINDOS VITRAIS DO MERCADÃO, ASSINADOS POR CONRADO SORGENICHT FILHO, RETRATAM CENAS DO CAMPO | TINA MAGALHÃES

04. Edifício Martinelli

Arranha céu foi construído na década de 30 que previa o uso múltiplo, comercial e habitacional. Do alto pode-se ver a cidade toda, do lado de cá do espigão da avenida Paulista.

Agende uma visita monitorada para conhecer o prédio Martinelli e sua história | divulgação
Agende uma visita monitorada para conhecer o prédio Martinelli e sua história | divulgação

05. Largo da Batata

Reformado e entregue à população em 2012, o projeto tornou o Largo um descampado sem vida. Foi ocupado pelo movimento “A Batata Precisa de Você” que, todas as sextas-feiras reúne ativistas, artistas e moradores que desenvolvem atividades culturais e de lazer.

06. Vila Santa Inês

É um bairro em Ermelino Matarazzo que foi transformado com os azulejos do Ateliê Azu.

Placa da Viela dos Guimarães, na Vila Santa Inês | divulgação
Placa da Viela dos Guimarães, na Vila Santa Inês | divulgação

07. Parque Linear Cantinho do Céu

Premiado projeto de parque linear às margens da Represa Billings, no bairro do Grajaú.

Projeto do Parque Cantinho do Céu tem como objetivo preservação dos mananciais | divulgação
Projeto do Parque Cantinho do Céu tem como objetivo preservação dos mananciais | divulgação

08. Parque Augusta

São 35 metros quadrados de área verde milagrosamente preservada no centro da cidade, entre as ruas Consolação e Augusta que hoje é ocupada pelo Movimento Parque Augusta, que pede a doação do terreno para municipalidade como objetivo de preservar integralmente sua extensão para parque público.

Parque Augusta: 35 metros quadrados de área verde preservada no centro de São Paulo | divulgação
Parque Augusta: 35 metros quadrados de área verde preservada no centro de São Paulo | divulgação

09. Gabinete do Desenho

Instalado na Chácara Lane, na rua da Consolação, é um espaço dedicado ao desenho, mapas etc, uma delícia de visitar.

Instalado num casarão da década de 80, o espaço abriga exposições de obras em papel | divulgação
Instalado num casarão da década de 80, o espaço abriga exposições de obras em papel | divulgação

10. Cinemateca Brasileira

Instalada no antigo matadouro de São Paulo, restaurado por um belíssimo projeto, hoje é um dos mais importantes espaços de exibição de filmes e festivais de cinema de São Paulo.

Cinemateca tem um dos maiores acervos da América Latina e responde pela preservação da produção audiovisual brasileira | divulgação
Cinemateca tem um dos maiores acervos da América Latina e responde pela preservação da produção audiovisual brasileira | divulgação

11. Feiras bolivianas da Kantuta e da rua Coimbra

Lugares deliciosos para comprar produtos típicos da culinária boliviana.

Feira Boliviana, na região da Brás, acontece aos sábados | Luis Vasquez/Assempbol
Feira Boliviana, na região da Brás, acontece aos sábados | Luis Vasquez/Assempbol

 

Tata Amaral é cineasta e apaixonada por São Paulo

Mais sobre São Paulo:

São Paulo parece ainda mais gigantesca do alto »
Mercado Municipal é passeio imperdível em São Paulo »
Veja a capital paulista com outros olhos de cima do Copan »
11 lugares para comer sem culpa em São Paulo »
Uma viagem até a antiga praça Roosevelt »

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *